A Complicada arte de viver – por Rubem Alves

Ela entrou, deitou-se no divã e disse:

“Acho que estou ficando louca”.

 Eu fiquei em silêncio aguardando que ela me revelasse os sinais da sua loucura. “Um dos meus prazeres é cozinhar. Vou para a cozinha, corto as cebolas, os tomates, os pimentões – é uma alegria! Entretanto, faz uns dias, eu fui para a cozinha para fazer aquilo que já fizera centenas de vezes: cortar cebolas. Ato banal sem surpresas. Continuar lendo

Publicado em Bom para ler | Marcado com | Deixe um comentário